Curiosidades

De que lado fica o noivo e a noiva?

           A razão da noiva ficar sempre do lado esquerdo do seu noivo tem sua origem entre os anglo-saxões. O noivo temendo qualquer tipo de ataque e outras ameaças, deixava sempre o braço direito livre para sacar a sua espada.

Jogar pétalas:

          Os antigos romanos tinham o costume de atirar flores no trajeto da noiva, acreditando que as pétalas fariam a noiva ter sorte e dar carinho ao marido.

Porque bolo de casamento?

           O costume do "bolo da noiva" veio da França.
          Conta-se que um cavalheiro francês assistiu a um casamento inglês no qual o noivo e a noiva se beijavam por cima de uma mesa cheia de doces. Quando retornou ao seu país, achou mais interessante, em vez de doces, um só bolo modelado e confeitado.
          O partir do bolo pelos noivos simboliza que eles irão repartir o futuro.

O Arroz nos noivos:

          Na China Antiga, mais de 2000 anos antes de Cristo, o arroz já era tido como símbolo de fartura.
          A tradição de atirar grãos de arroz sobre os noivos, após a cerimônia nupcial, teve origem na China, onde um Mandarim quis mostrar a sua riqueza, fazendo com que o casamento da sua filha se realizasse sob uma "chuva" de arroz.
          O arroz que em alguns lugares se atira aos noivos, é um símbolo de prosperidade e abundância.
          Outros já dizem que atirar grãos de arroz sobre os noivos à saída da igreja é um costume europeu medieval. Expressa o desejo de que a noiva seja fértil.

O Vestido da Noiva:

           Na Roma antiga, os vestidos de noiva eram um elemento central no ritual religioso e no Egito o branco era a cor base de quase todas as cerimônias. Na idade média, os bordados predominavam nos vestidos de casamento da nobreza. No entanto, foi a partir do século XIX que os vestidos de noiva ganharam significado e simbolismo.
           O branco foi impulsionado pela Rainha Vitória como nova tendência, embora só se tenha popularizado a partir do século XX.
            A tradição do vestido de noiva branco começou no século XIX quando a rainha Vitória escolheu um modelo de cetim branco debruado de flores de laranjeira. A tendência espalhou-se rapidamente pela nobreza e pelas mulheres de classe alta. No entanto, a maioria ainda preferia vestidos coloridos, que poderiam ser usados noutras ocasiões.
          Somente na década de 20 o vestido de noiva passou a ter a conotação que conhecemos hoje e o branco passou a ser a cor padrão. Ironicamente, esse foi o período que as mulheres começaram a lutar por direitos iguais e a moda sofreu mudanças drásticas, mas a peça tornou-se símbolo da pureza e do ideal romântico do casamento. Até hoje, todos os convidados querem saber como a noiva está vestida.

O Bouquet:

          O costume da noiva levar um bouquet começou na Grécia Antiga. No entanto, na altura, os bouquets eram constituídos por ramos de ervas e alho para atrair bons fluidos e afastar o mau-olhado, garantindo uma união duradoura. Em Roma, era comum a noiva levar um ramo de ervas, significando fidelidade e fertilidade. 
        Na Polônia, no século XVIII, o bouquet costumava ser salpicado com açúcar para adocicar o temperamento das noivas. Ao longo do tempo, diferentes sociedades acrescentaram novas interpretações ao bouquet. No Bouquet atual, as ervas foram substituídas por flores e ramos com diferentes tamanhos, cores e feitos de acordo com o gosto, o estilo do vestido e personalidade da noiva.

As Alianças:
          O uso da aliança surgiu por volta do Século 15, provavelmente em Provence, França, época em que começou a ser mais difundida a idéia do amor romântico, parecido com este que nós conhecemos. Pode parecer meio bruto falar assim, mas a gente não pode esquecer que, antes do século 15, amor e casamento eram coisas distintas. A aliança, como o nome revela, simboliza o laço existente entre o casal - um elo entre os dois.
          Mary de Burgundy foi a primeira noiva da história a usar uma aliança como sinal de amor e união duradoura. A iniciativa de presenteá-la com um anel de diamantes foi de seu noivo, o Arquiduque Maximilan da Áustria, em 1477.
           A forma circular do anel, sem começo nem fim, seria um prenúncio da continuidade do amor e devoção ao longo da vida do casal.

História da Lua de Mel:

          A origem da expressão Lua-de-Mel tem várias versões. A mais conhecida diz que o termo surgiu com antigas tribos germânicas que se casavam e, durante um mês inteiro, na lua nova, tomavam uma mistura bem doce feita com mel para terem sorte.
          Outra versão afirma que em Roma Antiga, após o casório, o homem tinha que capturar a amada e levá-la para um lugar secreto, onde o pai da noiva não pudesse encontrá-los. O casal obrigatoriamente tinha que ficar escondido durante quatro luaus, que duravam cerca de um mês. Nesse período eles bebiam uma mistura afrodisíaca, adocicada com muito mel, até que a mulher se rendesse ao seu novo parceiro.
          A Lua-de-Mel faz parte do sonho de qualquer casal que busca momentos e lugares sublimes para viverem seu grande amor.

História do Bem Casado:

           O Bem Casado foi originado na Europa entre o século XVII e XX, que com o passar do tempo sofreu muitas variações. É o doce mais conhecido hoje em dia, principalmente nos Casamentos, sendo uma peça fundamental na maioria das festas e comemorações.
          Sua confecção é artesanal, tem textura suave e macia, normalmente recheado com Doce de Leite.

Diz a Lenda:

"O Bem-casado representa duas partes que se unem e são seladas pela cumplicidade e respeito mútuo. Para se ter muita sorte e felicidade nesta união deverá ser distribuído um bem-casado para cada convidado. Todo aquele que saborear o doce estará sendo abençoado com a mesma sorte e a felicidade dos noivos."

Criativamente foram criados os:

Bem Unidos - Bodas de Prata e Ouro
"Para compartilhar a união feliz e o amor eterno."

Bem Nascidos - Maternidade e Batizado
"Dar boas vindas ao bebê, desejando-lhe vida feliz e saudável"

Bem Formados - Formatura
"Desejar sucesso e prosperidade na carreira"

Bem Vividos - Aniversários
"As bençãos por mais um ano vivido"

Bem Jovens - Debutantes
"Para compartilhar a juventude eterna."

Bem Sucedidos - Eventos
"Prosperidade e Fortuna"